Fórum Estadual de Roraima

  • Noticias

  • Agenda

  • Biblioteca

  • Contato

Notícia

20/06/2018 10:00:06 - Atualizado em 20/06/2018 14:13:15


Grupo Móvel de Fiscalização de Trabalho Infantil retorna à Boa Vista para operativo fiscal

A fiscalização revisitou os focos de trabalho infantil da capital de Roraima, verificados em outubro de 2017

Segundo a coordenadora do Grupo Móvel de Fiscalização de Trabalho Infantil, Marinalva Dantas, a fiscalização realizada teve o propósito de revisitar os focos de trabalho infantil em Boa Vista (RR), quais sejam feiras-livres, lixão e vias públicas, verificados pelo Grupo Móvel de Fiscalização de Trabalho Infantil (GMTI), em outubro de 2017.
 
Durante a ação promovida pelo GMTI no ano passado, foram encontradas trabalhando em atividades conhecidas como piores formas de trabalho infantil 118 crianças e adolescentes.
 
Apenas as carvoarias não foram objeto de fiscalização, posto que haviam sido inspecionadas ainda no ano de 2018 e naquela ocasião não foram encontradas crianças ou adolescentes trabalhando.
 
Além das ações fiscais nos locais referidos acima, também foram realizadas reuniões com os principais órgãos de proteção à criança e ao adolescente a fim de tratarmos das questões afetas ao trabalho infantil em Boa Vista, principalmente aquelas relacionadas as crianças e aos adolescentes venezuelanos, indígenas ou não indígenas, que trabalham nas vias públicas.
 
Durante o operativo, foram encontradas 51 crianças e adolescentes trabalhando em atividades descritas no Decreto n. 6.481/2008, conhecido como Lista de Piores Formas de Trabalho Infantil.
 
De acordo com Marinalva Dantas, a diminuição aponta para uma melhor articulação dos órgãos que compõem a rede de proteção à criança e ao adolescente no enfrentamento do trabalho infantil. Contudo , o cenário em Boa Vista ainda é bastante preocupante em razão do fluxo migratório proveniente da Venezuela, país limítrofe com o Estado de Roraima, que enfrenta grave crise econômica e política.


Deixe seu comentário

Login

Comentários (0)

Destaques

MPT oferece curso sobre combate ao trabalho infantil para conselheiros tutelares

As inscrições são gratuitas e estão abertas até o dia 15 de março. O curso é a distancia e começa no dia 1º de abril.

Mais de 1,8 mil crianças e adolescentes foram retiradas do trabalho infantil em 2018

Muitos estavam trabalhando em lava a jatos, oficinas mecânicas e borracharias e no comércio de bebidas alcoólicas. Os dados são da Subsecretaria de Inspeção do Trabalho (SIT).

Procuradora diz que jovens atletas são tratados como "commodities"

Rede pró-infância e juventude critica mercantilização de base

Juiz da Infância alerta sobre a proibição do trabalho infantil no carnaval de Salvador

O juiz Walter Ribeiro, da 1ª Vara da Infância e Juventude de Salvador, publicou portaria estabelecendo parâmetros protetivos para que crianças e adolescentes participem das festas de carnaval.