Você está em: Página Inicial Notícias Milhões de crianças são exploradas no trabalho
Document Actions

Milhões de crianças são exploradas no trabalho

No Brasil, milhões de crianças e adolescentes ainda trabalham e são privados de direitos básicos como educação, saúde, lazer e liberdades individuais. Muitas, ainda, estão expostas às piores formas de trabalho infantil e envolvidas em atividades que prejudicam de forma irreversível, seu pleno desenvolvimento físico, psicológico e emocional.

A Organização Internacional do Trabalho (OIT), desde 2002, com o intuito de mobilizar a sociedade e os estados para o grave problema do trabalho infantil, incentiva à realização de mobilizações no dia 12 de Junho – Dia de Combate ao Trabalho Infantil. Contando com o fundamental apoio do Estado Brasileiro, coordenado pela Comissão Nacional de Erradicação do Trabalho Infantil (CONAETI) e da grande mobilização da Sociedade Civil, liderada pelo Fórum Nacional de Prevenção e Erradicação do Trabalho Infantil (FNPETI), o dia se tornou uma data nacional, por força da Lei nº 11.542, de 12 de novembro de 2007, que institui o Dia Nacional de Combate ao Trabalho Infantil.

Ao longo dos últimos anos, a data tem ganhado importância e o reconhecimento da sociedade brasileira. Constitui-se, portanto, como um momento de sensibilização, mobilização e potencialização dos esforços empreendidos no combate e prevenção do trabalho infantil no Brasil.

Assim, em 2010, no Brasil, no espírito da Copa do Mundo de Futebol, a OIT e o FNPETI lançam a campanha Cartão Vermelho ao Trabalho Infantil, que conta com o apoio do jogador Robinho da Seleção Brasileira.

A proposta é que o Brasil, país mundialmente conhecido por seu desempenho esportivo e que será sede da Copa do Mundo de Futebol de 2014, ocupe, novamente, posição de vanguarda nas iniciativas de combate ao trabalho infantil e proteção das crianças.

As peças da campanha podem ser utilizadas gratuitamente e os interessados devem fazer o download no site http://www.oit.org.br/cartaovermelho.

Fonte: Site da OIT.