Notícia

05/07/2018 10:58:22 - Atualizado em 05/07/2018 10:58:23


Caravana de Participação de Crianças e Adolescentes percorre Sul e Sudeste

Iniciativa do Conapeti aborda temas como participação social e política, trabalho infantil, igualdade de gêneros, abuso e exploração sexual

Foto: Conapeti
 
Teve início na terça-feira (3) mais uma etapa da Caravana da Participação, que irá percorrer os sete estados do sul e sudeste brasileiros em defesa da infância. Até o final do mês, a iniciativa deve mobilizar milhares de adolescentes. 
 
A programação inclui caminhadas, debates, oficinas, palestras, audiências públicas, entre outros atos, em parceria com o Fórum Nacional de Prevenção e Erradicação do Trabalho Infantil (FNPETI), o Ministério Público do Trabalho e outras instituições. O movimento, que teve início no Ceará, já percorreu o nordeste do país e esteve em Belém-PA.
 
À frente da mobilização estão quatro integrantes do Comitê Nacional de Adolescentes e Jovens na Prevenção e Erradicação do Trabalho Infantil (Conapeti): Felipe Caetano, do Ceará, Thiago Silva, de Santa Catarina, Lara Sardenberg, do Espírito Santo e Érick Oliveira, do Rio Grande do Sul.
 
Felipe Caetano (16) destaca a importância da realização da Caravana. “É importante para reafirmar, garantir e promover a participação e escuta de crianças e adolescentes nos espaços relacionados às mesmas, bem como o exercício da democracia e transformação social e política que ocorrem com a participação de crianças, adolescentes e jovens”, ressalta. 
 
A capixaba Lara Sardenberg (18) alerta que muitos casos de trabalho infantil são encobertos no interior do estado, principalmente de exploração sexual, nas rodovias que levam à capital. Por isso, ela considera importante estimular a participação ativa das próprias crianças e adolescentes na conscientização contra o trabalho precoce. “A conversa de igual para igual tem uma voz que ecoa mais forte. Jovens, adolescentes e crianças vão conseguir entender que existem soluções para o seu futuro”, defende.
 
Na cidade catarinense de Chapecó, a iniciativa será direcionada a comunidades indígenas e adolescentes do sistema socioeducativo. Para o procurador do Ministério Público do Trabalho no Ceará, Antonio de Oliveira Lima, é preciso “assegurar espaços de participação política e social a todas as crianças e adolescentes, principalmente para aqueles que historicamente tiveram seus direitos negados, como as vítimas do trabalho infantil e os adolescentes em medidas socioeducativas”.
 
#votepelosdireitos
Durante a caravana, os integrantes do Conapeti vão mobilizar os estados pela Campanha #votepelosdireitos, realizada pelo FNPETI e parceiros, como o próprio Comitê, para chamar  atenção da sociedade para a importância de eleger candidatos comprometidos com os direitos humanos, sobretudo de crianças e adolescentes, e que não sejam investigados ou condenados por corrupção. 
 
PROGRAMAÇÃO
 
Espírito Santo – dias 03 e 04/07
 
Rio de Janeiro – de 05 a 07/07
 
Minas Gerais – 09 e 10/07
 
São Paulo – de 11 a 14/07
 
Paraná – dia 16/07
 
Santa Catarina – de 17 a 19/07
 
Rio Grande do Sul – de 20 a 24/07

Fonte: Com informações do MPT-CE


Deixe seu comentário

Login

Comentários (1)

Clara Glock

13 de Julho de 2018 às 08:36:46
Bom dia. Sou gaúcha e gostaria de entrar em contato com Erick Oliveira, do Conapeti. Podem me ajudar a conseguir um fone ou email dele? Grata

Destaques

FNPETI debate a prevenção do envolvimento de crianças e adolescentes no tráfico de drogas

Grupo de trabalho realizou o primeiro de três encontros na quinta-feira (12)

FNPETI lança campanha #votepelosdireitos no aniversário do ECA

Mobilização chama a atenção para a necessidade de escolher candidatos que tenham compromisso com os direitos humanos, principalmente de crianças e adolescentes

Caravana de Participação de Crianças e Adolescentes percorre Sul e Sudeste

Iniciativa do Conapeti aborda temas como participação social e política, trabalho infantil, igualdade de gêneros, abuso e exploração sexual

MPT oferece curso à distância sobre trabalho infantil para conselheiros tutelares

Inscrições estão abertas até 13 de julho e são gratuitas