Você está em: Página Inicial Notícias em destaque Campanha Faça Bonito mobilizou a sociedade no dia 18 de maio
Document Actions

Campanha Faça Bonito mobilizou a sociedade no dia 18 de maio

No dia 18 de maio, Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, o lançamento da campanha “Faça Bonito - Proteja nossas crianças e adolescentes” reuniu na Câmara dos Deputados autoridades e representantes da sociedade civil.


Ministra Maria do RosárioNa presença da ministra Maria do Rosário, da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República (SDH/PR), foram entregues o prêmio Neide Castanha de Direitos Humanos da Criança e do Adolescente, o documento sobre o Impacto das Grandes Obras na Violação de Direitos Humanos de Crianças e Adolescentes e o Marco Regulatório dos estudos de Impacto Socioambiental à Frente Parlamentar Mista em Defesa dos Direitos Humanos de Crianças e Adolescentes.


A atriz Elisa Lucinda, que atua em causas sociais, apresentou o vídeo do projeto “Palavra de Polícia, outras Armas”, que trabalhou a leitura de poesias junto aos policiais, visando sensibilizar os oficiais quanto ao poder da palavra. O lançamento da publicação do Mapeamento da Exploração Sexual nas Rodovias Federais contou com a participação da diretora geral do Departamento de Polícia Rodoviária Federal (DPRF), Maria Alice Souza, e Marcia Felix Vasconcelos, Presidente da Comissão Nacional dos Direitos Humanos do DPRF.


Deputada Erica KokayTambém estiveram presentes a deputada Erica Kokay e a atriz Fafá de Belém, embaixadora da campanha, que destacaram a importância do “Disque 100”. A presidente do CONANDA, Míriam Maria dos Santos, citou o artigo 227 da Constituição Federal, que define que é dever da família, da sociedade e do Estado prover à criança e ao adolescente todas as condições necessárias à sua formação. Karina Figueiredo, secretária executiva do Comitê Nacional de Enfrentamento à Violência Sexual contra Crianças e Adolescentes, criticou a fragilidade dos serviços no Brasil em diversas áreas, o que propicia a exploração sexual de crianças e adolescentes.


Miriam Maria dos Santos, presidente do CONANDA

A secretária Nacional de Promoção dos Direitos da Criança e do Adolescente da SDH, Carmen Oliveira, apresentou o portal do Sistema Matriz Intersetorial de enfrentamento à exploração sexual de crianças e adolescentes, lançado oficialmente nesta sexta-feira.  O Sistema foi construído pela Universidade de Brasília em parceria com a SDH, é uma ferramenta estratégica de gestão pública, de triangulação de informações, que possibilita dar visibilidade quanti-qualitativa à exploração sexual de crianças e adolescentes e ao seu enfrentamento em âmbito federal, estadual e municipal.