Publicações

Trabalho Infantil nos ODS

O Brasil, um dos 193 países signatários da Agenda 2030, tem um longo percurso pela frente para cumprir essa meta. Isto porque, apesar dos consideráveis avanços alcançados pelo país nos últimos anos, com redução do percentual de crianças e adolescentes trabalhadores, sobretudo no mercado formal, ainda persistem muitos desafis, principalmente no mercado informal e nas ocupações classifiadas como piores formas, a exemplo do trabalho infantil doméstico e muitas atividades agrícolas.

Este relatório aborda todas essas questões, tendo como parâmetro de análise os ODS, em particular a Meta 8.7. Partimos do pressuposto de que o trabalho infantil é um fenômeno multicausal, em que questões sociais, econômicas e culturais são determinantes para a sua ocorrência, e que só pode ser compreendido por meio de uma análise aprofundada.

Autor(a): FNPETI, Daniella Rocha Magalhães

Outros itens

MOÇÃO DE REPÚDIO DO FECTIPA CONTRA ALTERAÇÃO NA REDAÇÃO DA CBO – CLASSIFICAÇÃO BRASILEIRA DE OCUPAÇÕES QUE ACARRETARIA DRÁSTICA REDUÇÃO NA QUANTIDADE DE VAGAS DE APRENDIZAGEM

Prêmio Professora Creuza Ferreira Barbosa - Edital do 1º Concurso de Redação, poesia e desenho

O 1º Concurso de Redação, Poesia e Desenho do FEPETI/AM (Fórum Estadual para Prevenção e Erradicação do Trabalho Infantil e Proteção ao Adolescente...

Aracelli e Ana Lídia: dois casos emblemáticos da impunidade da prática de violência sexual e homicídio de crianças no Brasil ocorridos durante a ditadura militar e a importância da mobilização nacional no dia 18 de maio após 18 anos

Esclarecimentos sobre o trabalho infantil

Dissertação de Mestrado: Trabalho infantil esportivo e artístico: o sentido a partir da vivência

O trabalho infantil esportivo e artístico por vezes não é considerado como tal e em detrimento da fama não se visualizam os danos ao desenvolviment...