Fórum Estadual do Amapá

  • Noticias

  • Agenda

  • Biblioteca

  • Contato

Notícia

08/02/2018 11:56:06 - Atualizado em 08/02/2018 11:56:06


AP foi o estado com menos fiscalizações do Ministério do Trabalho em 2017

Estado também é o que tem o menor número de auditores-fiscais do país. Trabalhadores sem carteira assinada, trabalho infantil e acidentes fatais foram registrados no ano passado

Foto: Divulgação/Ministério do Trabalho
 
O Amapá foi o último estado em número de fiscalizações realizadas pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) ao longo de 2017. Foram identificados trabalhadores em situação irregular, trabalho infantil, acidentes fatais e inserções de aprendizes e pessoas com deficiência no mercado. Ao todo, foram 385 ações de fiscalizações no ano passado.
 
De acordo com o auditor-chefe da Seção de Inspeção do Trabalho, Marcos Marinho, o dado sobre o Amapá no ranking entre os estados é relativo ao número insuficiente de auditores-fiscais que fazem as fiscalizações, que atualmente são 9. O ideal, segundo ele, seria o dobro.
 
“O quantitativo de fiscalizações foi o menor do país, mas nós também somos os últimos em número de auditores. Nos últimos 5 anos fomos o estado que mais perdeu auditores, 52,6% a menos. Teríamos que ter o dobro para ter um contingente para apurar todas as denúncias”, destacou Marinho.
 
De acordo com o auditor-chefe, desde 2012 é solicitada a realização de concurso público para o cargo de auditor-fiscal do trabalho, mas ainda não há previsão de certame pelo MTE.
 
Leia a reportagem do G1 na íntegra clicando aqui.
 
 

Fonte: G1


Deixe seu comentário

Login

Comentários (0)

Destaques

ONU: Brasil se mantém na 79ª posição no ranking do IDH

O país perde 23,9% do seu IDH quando se consideram as desigualdades

G20: organizações exigem compromisso com a implementação efetiva da agenda de educação 2030

Organizações da América Latina e do Caribe demandam aos Estados do G20 que garantam o fortalecimento de sistemas de educação públicos

FECTIPA-MG divulga moção de repúdio contra redução de vagas de Aprendizagem

Documento critica a tentativa de alteração da Classificação Brasileira de Ocupações (CBO)

Instituto Sou da Paz lança estudo sobre reincidência infracional

“Aí eu voltei para o corre” aponta forte relação entre a prática da primeira infração e evasão escolar, entre outros fatores