Fórum Estadual de Alagoas

  • Noticias

  • Agenda

  • Biblioteca

  • Contato

Notícia

01/09/2017 18:51:52 - Atualizado em 01/09/2017 18:51:53


Campanha envolve supermercados na luta contra o trabalho infantil

Iniciativa é fruto de parceria do FETIPAT/AL e da Associação de Supermercados de Alagoas

Não Alimente o Trabalho Infantil. Este deverá ser o mote principal da campanha sobre a prevenção do trabalho infantil que será encampada pelo Fórum Estadual de Prevenção e Erradicação do Trabalho Infantil e Proteção ao Adolescente Trabalhador (FETIPAT/AL) e pela Associação dos Supermercados de Alagoas (ASA).

A campanha terá um caráter socioeducativo com a participação dos associados da ASA visando sensibilizar os clientes das lojas, conscientizando-os a não incentivar o trabalho infantil através do ato de doação de moedas nas portas dos estabelecimentos.

A Constituição Federal e o Estatuto da Criança e do Adolescente proíbem o trabalho infantil. Entendendo que mais que punir e denunciar o trabalho precoce, é urgente e necessário não fomentar a mendicância e mudar a visão da sociedade que estimula o trabalho infantil ao pagar por ‘serviços’ como carregar sacolas, limpar vidros, e outros tantos que apenas prejudicam a infância e por conseguinte toda uma vida, estiveram presentes em reunião na sede da ASA, o presidente da entidade, Raimundo Barreto de Sousa, Adir de Abreu, Procuradora do Trabalho e Railene Cunha, Auditora Fiscal do Trabalho e  membros do FETIPAT/AL e da Comissão Municipal de Erradicação  do Trabalho Infantil de Maceió, e o Conselheiro Tutelar José Luiz.

Em Alagoas o FETIPAT junto a outros órgãos estaduais e municipais vem desenvolvendo ações de cunho educativo pela erradicação do trabalho infantil. Em junho, mês dedicado à luta Contra o Trabalho Infantil, foi lançada a hashtag #ChegadeTrabalhoInfantil como também mídias impressas e televisivas abordando o tema, com destaques inclusive para os malefícios causados à saúde das crianças que trabalham, entre eles, deformações dos ossos, cansaço muscular causando prejuízo ao crescimento, problemas cardíacos, pulmonares e muitos outros que podem levar desde ao baixo rendimento escolar e até a morte.

Visando também a aproximação do dia das crianças, a campanha pretende mobilizar os supermercados para abraçar a luta contra o trabalho infantil. Além de atingir os consumidores com banners, cartazes e panfletos a campanha de prevenção e erradicação do trabalho infantil nos supermercados, deve contar em um segundo momento com bolsas retornáveis e outras ações que envolvam a comunidade.


Deixe seu comentário

Login

Comentários (0)

Destaques

Negros são maioria no trabalho infantil

Ao todo, 63% das crianças e adolescentes em situação de trabalho infantil são negros; no trabalho infantil doméstico, esse índice se acentua para 73,5%

“Por que devemos erradicar trabalho infantil?” é tema de Seminário em Vila Velha

O evento promovido pelo Feapeti acontecerá nos dias 20 e 21 de novembro, com a participação da secretária executiva do FNPETI, Isa Oliveira

Justiça decide que Zara é responsável por trabalho escravo flagrado em 2011

Sentença pode colocar empresa na ‘lista suja’ do Ministério do Trabalho. Marca vai recorrer

ONU solicita a revogação da portaria que limita a definição de trabalho escravo

Campanha Nacional pelo Direito à Educação e FNPETI corroboram com a avaliação das Nações Unidas