Fórum Estadual do Acre

  • Noticias

  • Agenda

  • Biblioteca

  • Contato

Notícia

25/06/2018 13:50:31 - Atualizado em 05/07/2018 12:34:04


Organizações assinam Termo de Cooperação sobre Lei da Aprendizagem

Objetivo é garantir vagas para adolescentes em conflito com a lei, em situação de vulnerabilidade e vítimas do trabalho infantil

Organizações assinaram, na última terça-feira (19), Termo de Cooperação Técnica para "criar e aperfeiçoar" políticas públicas que fomentem vagas de aprendizagem para adolescentes e jovens em situação de vulnerabilidade, sobretudo do Sistema Socioeducativo e vítimas de trabalho infantil.
 
O Termo é uma continuidade do projeto "Se a vida ensina, eu sou aprendiz", e foi assinado na sede do Ministério Público do Trabalho em Roraima. O projeto existe desde julho do ano passado.  
 
Assinaram o acordo representantes do Estado do Acre, do Município de Rio Branco, da Federação das Industrias do Acre, Fecomércio, do Sistema S, do Instituto Socioeducativo do Acre, do CIEE, do Fórum Estadual de Prevenção e Erradicação do Trabalho Infantil e Proteção ao Trabalhador Adolescente (FEPETI-AC), do MPT, do Tribunal de Justiça do Acre, do Ministério Público do Acre, e do Tribunal Regional do Trabalho e Ministério do Trabalho. 


Deixe seu comentário

Login

Comentários (0)

Destaques

MPT oferece curso sobre combate ao trabalho infantil para conselheiros tutelares

As inscrições são gratuitas e estão abertas até o dia 15 de março. O curso é a distancia e começa no dia 1º de abril.

Mais de 1,8 mil crianças e adolescentes foram retiradas do trabalho infantil em 2018

Muitos estavam trabalhando em lava a jatos, oficinas mecânicas e borracharias e no comércio de bebidas alcoólicas. Os dados são da Subsecretaria de Inspeção do Trabalho (SIT).

Procuradora diz que jovens atletas são tratados como "commodities"

Rede pró-infância e juventude critica mercantilização de base

Juiz da Infância alerta sobre a proibição do trabalho infantil no carnaval de Salvador

O juiz Walter Ribeiro, da 1ª Vara da Infância e Juventude de Salvador, publicou portaria estabelecendo parâmetros protetivos para que crianças e adolescentes participem das festas de carnaval.